Transpantaneira: Um passeio pela MT-060

O visitante se sente em contato com a natureza rural, pois a rodovia ou “eco-rodovia” é toda de terra, a parte chata é que em certas épocas do ano fica alagada e se tornando intransitável

Foto Divulgação

O povo brasileiro lamentou as queimadas que a região do Pantanal mato-grossense sofreu nesse mês de agosto. Segundo fonte do G1, esses incêndios, ao longo da Rodovia Transpantaneira, atingiu reservas indígenas, queimou mais de 200 mil hectares de área de vegetação, além da morte de muitos animais que tentaram fugir das chamas e não suportaram. A Rodovia cujo nome é MT-060, que tem quase 150 quilômetros de extensão, é um dos grandes atrativos turísticos da região Centro-Oeste do Brasil. A estrada corta o pantanal do Mato Grosso, liga Poconé a Porto Jofre, divisa com Mato Grosso do Sul. 

povo brasileiro precisa conhecer o Pantanal. Muitos nunca saíram de seus estados e pretendem viajar para fora do Brasil, mas esquecem das belezas que nossa terra possui. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, a fauna do Pantanal é formada por cerca de 263 espécies de peixes, 113 de répteis, 41 de anfíbios, 463 de aves e 132 espécies de mamíferos. E ainda existem 1032 espécies de borboletas. E a flora é formada por quase duas mil espécies de plantas.

Foto Edna Rocha

O passeio por uma estrada de 145 km de terra batida, criada na década de 70, proporciona diversos sentimentos, além do contato com a natureza e toda a sua beleza. Você pode se deparar com jacarés, garças, tuiuiú, gaviões, papagaios, vacas e tantos outros bichos.

MT-060, também conhecida como a rodovia Transpantaneira, uma rodovia que foi construída para atravessar o Pantanal. O projeto original era que a rodovia deveria sair de Poconé (MT) e chegar a cidade de Corumbá (MS), fronteira com a Bolívia, mas a obra foi encerrada em Porto Jofre. Atualmente a estrada liga a cidade de Poconé a Porto Jofre, na beira do Rio Cuiabá, divisa dos estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul.

– Visite o Pantanal, mas cuidado para não ficar viciado

Confira a Galeria:

Fotos: Edna Rocha

Informações necessárias:


A rodovia não possui postos de abastecimento (Vá com o tanque cheio para não ter uma Pane Seca)A estrada passa por muitas fazendas e pousadas rurais (aproveite a vista e pare para fotos)Por cruzar o Pantanal, muitas espécies de animais cruzam a pista com frequência (dirija com atenção)

Quando ir:


As melhores datas para se conhecer o Pantanal Norte são de abril a outubro, um período da seca e que se pode ver os bichos, pois na época da cheia e verão os mosquitos atrapalham a viagem.

Como chegar:


Utilize um carro próprio ou alugue o serviço de um guia/motorista (com agência ou por indicação das pousadas). De Cuiabá, seguir 100 km até Poconé (Capital do Pantanal), onde começa a Transpantaneira. O restante do percurso vai depender de qual pousada você irá ficar hospedado.


Fontes:
https://pt.wikipedia.org/wiki/MT-060http://www.destinodeviagem.com.br/desbravando-a-transpantaneira/http://www.portalpantanal.com.br/cidades/67-grossobrasil/https://pt.wikipedia.org/wiki/Cuiab%C3%A1https://pt.wikipedia.org/wiki/Nobres

https://g1.globo.com/mt/mato-grosso/noticia/2020/08/17/secretaria-de-seguranca-inicia-operacao-de-combate-as-queimadas-irregulares-no-pantanal-de-mt.ghtml

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s